FEVEREIRO 2018

PRÁTICAS ARTÍSTICAS NA INFÂNCIA FORMAM FUTUROS CIDADÃOS

O brasileiro tem problema para lidar com o que é simbólico e isso afeta sua capacidade de lidar com ideias simbólicas como “democracia”, por exemplo.

 

Ensinar arte à uma criança é fortalecer o músculo do simbolismo criado pela mente.

 

É mostrar que tem coisas que só entendemos com a imaginação. Uma criança que realiza práticas artísticas se torna capaz de perceber o destacamento de uma ideia para a realidade. Da escultura de jornal e cola que ganha a forma vista na mente, até o teatro improvisado com objetos da escola, a criança percebe que o que está na mente pode se tornar realidade, mas não é só isso. Ela percebe que para tirar uma ideia da cachola se requer muito mais do que só pensar e que há um lapso entre o idealizar e o realizar.

 

Esta é uma lição sobre processo e sobre ampliação, que por si só já são termos do reino simbólico, e que podem ser contempladas pelas crianças na natureza. Ainda assim, um processo artístico traz a observação capaz de ganhar uma sequência de transformação em metáfora. E aí, já não estamos mais falando das coisas físicas em si, mas do reino das ideias das coisas. O mesmo reino ao qual pertencem palavras como ética, honestidade e alegria.

 

O brasileiro médio tem dificuldade em  lidar com ideias simbólicas como “ética”. Ele sabe que os políticos em Brasília se apropriam do dinheiro público e que isso é errado, mas quando ele se vê em situação semelhante, não é capaz de guardar uma proporção correlatada entre fatos. Aquela que nos faz concluir que roubar um milhão é igual a roubar apenas um. É a instauração de uma crise de percepção de mundo. Se sabe que roubar é errado, mas não sabe como traduzir isto para a vivência do cotidiano. É como se não houvesse uma tradução do pensar para o ato concreto da vida. Pois, apenas pensar em ética, não faz ninguém ético, assim como pensar em aspirina não provoca a cura da dor de cabeça.

 

Desta maneira, atividade artísticas e criativas criam desde cedo a percepção de que algo é exigido para que os pensamentos se tornem realidade, mas que eles podem se tornar, e não apenas isso, eles acabam ficando mais claros na medida que viram realidade. Nos ensinando sobre o que pensávamos. Nos ensinando a pensar melhor. A ser mais eficazes no ato de pensar.

 

Crianças que lidam com o abstrato da arte, serão adultos mais capazes de lidar com o simbólico, de entender conceitos divididos como moral e ética, dever e direito, tão resvalantes para o brasileiro em geral, mas tão importantes para se formar uma nação.

Guilherme Zawa é artista visual, idealizador da AIREZ Galeria de Artistas Independentes, psicanalista e escritor. contato@guilhermezawa.com

APOIADORES:

PRÊMIOS:

FALE COM A GENTE:

041 9 9834-0018

CONTATO@TRANSFORMESORRISOS.ORG.BR

HOME     O TRANSFORME     PROJETOS     DOE     BLOG     CONTATO

 

PEQUENOS GESTOS TRANSFORMAM SONHOS EM REALIDADE!

© TRANSFORME SORRISOS . TODOS OS DIREITOS RESERVADOS . DESENVOLVIDO POR NAVAS.DESIGN

PRÁTICAS ARTÍSTICAS NA INFÂNCIA FORMAM FUTUROS CIDADÃOS